quarta-feira, 6 de junho de 2012

AAS afina o Sangue?

Muitos idosos e adultos vão a drogaria comprar AAS infantil dizendo que é para afinar o sangue. O pior é que normalmente o balconista ou farmacêutico sem tempo de atender como deveria vende e nem explica qual a real função do AAS no tratamento.

O ácido acetilsalicílico, chamado abreviadamente de AAS, pertence ao grupo dos anti-inflamatórios não esteroidais (AINES), o mesmo dos famosos diclofenaco (Voltarem®) e cetoprofeno (Profenid®), porém, apresenta alguns efeitos benéficos e colaterais particulares que o diferencia do resto dos anti-inflamatórios.

Uma particularidade da Aspirina é o fato de que, dependendo da dose usada, seus efeitos são completamente diferentes. A partir da dose 500mg, o AAS exerce seus efeitos anti-inflamatório, antipirético (contra febre) e analgésicos (contra a dor). Quando usado em doses mais baixas, 100mg ou 200mg, o AAS apresenta apenas um efeito de inibir a ação das plaquetas do sangue.

Efeito antiagregante do AAS (Aspirina)
 
 
O AAS é hoje em dia muito mais usado como um antiagregante plaquetário do que como anti-inflamatório. Vamos explicar.

As plaquetas são as células do sangue responsáveis por iniciar o processo de coagulação. A coagulação é um mecanismo de defesa do corpo para estacar sangramentos. Quando um vaso sofre alguma lesão, um punhado de plaquetas se dirige ao local, agregando-se de modo a formar uma espécie de rede protetora, estancando o sangramento até a chegada dos fatores da coagulação que vão fazer o reparo definitivo da lesão. A perfeita função das plaquetas é, portanto, essencial para uma boa coagulação.

A Aspirina tem como um dos seus efeitos inibirem essa agregação das plaquetas, tornando o processo inicial da coagulação mais difícil de ocorrer. Esse é o efeito conhecido popularmente por "afinar o sangue”.

Mas por que os médicos precisam afinar o sangue, isto é, inibir a agregação plaquetária em alguns doentes?

A trombose é basicamente uma coagulação anormal que ocorre dentro do vaso sanguíneo, impedindo o fluxo de sangue. Uma trombose dentro de uma coronária é a causa do infarto do miocárdio  assim como uma trombose dentro de um vaso cerebral causa AVC. O uso contínuo de AAS dificulta a formação de coágulos, o que acaba também por dificultar a formação de trombos.
Portanto, o uso da Aspirina está indicado em todos os pacientes com risco elevado de desenvolver trombos. Efeitos colaterais do AAS (Aspirina)

Se o AAS diminui a incidência de tromboses, por que não usá-lo em todo mundo? Por causa dos seus efeitos colaterais. Assim como qualquer anti-inflamatório, o AAS apresenta como efeito colateral uma maior incidência de gastrites, úlceras gástricas e duodenais, e consequentemente, hemorragia digestiva.

A inibição da função das plaquetas também é responsável pela contra-indicação do AAS na dengue  ou qualquer outra doença que cause hemorragias. Imaginem o estrago que pode acontecer quando um paciente que já tem poucas plaquetas e apresenta-se sob risco de sangramentos, toma uma droga que atrapalha a função destas. 
 

Para fechar o uso crônico de aspirina também está associado a surdez do idoso, ou seja algo que pode te ajudar por um lado pode prejudicar em outro... Volto a repetir a diferença entre o veneno e o medicamento é a dose, então só tome medicação sob prescrição do médico e orientação do seu farmacêutico.

15 comentários:

  1. Caro Doutor,
    Você é um médico de verdade.
    Mata a cobra e mostra o pau.
    Ficou claríssima a sua explicação.

    Que todos os médicos fossem explícitos assim em suas consultas com os pacientes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Daat,
      Fico feliz que gostou da informação, porém só houve um equivoco, eu não sou médico e sim Farmacêutico!
      Também gostaria que todos companheiros atendessem bem assim.

      Dúvidas estou à disposição.

      Excluir
  2. Doutor, quem toma AAS tem o número de plaquetas baixo?

    ResponderExcluir
  3. Olá Aline,
    O número de plaquetas da pessoa será o mesmo se não estiver tomando AAS, porém as ligações entre elas são diminuídas inibindo a formação de trombos.

    ResponderExcluir
  4. Conheço uma pessoa que está tomando Marevan, por causa de uma trombose na perna, só que ao ter alta do hospital, o médico lhe receitou 100 ASS infantil 1 a cada dia, pesquisei na internet e vi que isso não é correto. O que o Dr. pode me dizer a respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raualisson,
      É difícil avaliar uma conduta médica sem o acompanhamento do paciente, mas posso explicar algo...
      O Marevan (varfarina) é um anticoagulante que atua na formação dos fatores de coagulação, é muito usado, porém também há vários riscos, por exemplo hemorragias.
      Na Medicina e na vida fazemos sempre a comparação de prós e contras, se o médico recomendou a paciente o uso do AAS é devido o risco do Marevan estar mais propício a lhe trazer malefícios do que benefícios.
      O que aconselho é monitorar a evolução da paciente, se não ver melhoras ou desconfiar de pioras procure o médico novamente ou no caso outro para ouvir uma segunda opinião.

      Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio.
      Provérbios 19:20

      Excluir
  5. Olá leitores,
    Que tal seguir o blog e ajudar na divulgação?

    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  6. Olá Dr. Silvio.
    Tenho hoje 52 anos e em 1998 fiz cateterismo. Uma situação emergencial.
    Desde então eu deveria sempre tomar AAS uma vez por dia.
    No entanto, não dei continuidade e já fazem uns 8 ou 10 anos que venho sentindo muitas queimações nas pernas.
    Será que devo continuar com a medicação?

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  7. Olá Antonio,

    Para pacientes com cateterismo normalmente o AAS deve ser tomado para sempre ou interrompido a pedido do médico caso encontre algum efeito colateral.
    Penso que não volte a tomar o medicamento por conta, mas que retorne ao médico, faça alguns exames para verificar sua situação atual.
    Estas dores ou queimações nas pernas podem ser muita coisa ou uma simples falta de circulação que pode ser resolvido com atividades físicas.

    Faça os exames e se não ficar satisfeito com as explicações do médico escreva novamente, ok?

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Me falaram que um AAS Infantil por dia ajuda a combater a acne por afinar o sangue, isso estaria correto Doutor ?

    ResponderExcluir
  9. ola boa noite gostaria de saber se a pessoa ja teve um avc pode tomar aas ou qual medicamento indicado sem ser o aas muito obrigada

    ResponderExcluir
  10. Doutor, por favor, poderia validar se esta informação procede, por gentileza? Após sofrer um AVC, vários Neurologistas recomendaram o uso diário de um AAS Infantil após o almoço. Pelo que lí, de fato ajudará a prevenir uma reincidência, no entanto o uso de 1 aspirina por dia pelo resto da vida não pode acarretar efeitos colateiras como gastrite e ulcera? Qual a recomendação para equilibrar a saúde entre cabeça e estômago? Desde já, agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
  11. Olá WAL e Fabiano,
    O AAS ainda é o medicamento mais vendido no mundo. e o mais indicado nestes casos. Obviamente sempre com acompanhamento do seu médico.
    Mas não se preocupe Fabiano, um AAS de 100mg por exemplo junto a alimentação raramente te causará danos. Já tudo em excesso lhe trará malefícios... Por isso é sempre bom manter o acompanhamento.
    Agora se quiser ficar melhor ainda, pratique exercícios!

    ResponderExcluir
  12. Olá dr Sílvio, minha mãe tem aterosclerose e o médico receitou AAS, porém , está com problemas de cicatrização. Pode ser efeito colateral do AAS ? Grata,

    ResponderExcluir
  13. Olá, dr Silvio. Meu amigo toma um aas infantil por semana para evitar o infarto. Isso procede?

    ResponderExcluir